quarta-feira, 1 de setembro de 2010

San Pedro de Atacama

Sabe aquele filme em que o James Belushi fica preso num mesmo dia - o dia da Marmota - e tudo acontece exatamente igual over and over again? Pois nosso dia começou um pouco assim, as três fazendo rigorosamente o que haviam feito na véspera. Arrumamos as malas, pedimos um taxi, fomos até o aeroporto, fila do check in, alô pra moça do guichê e... embarcamos. Ufa! Agora sim, rumo a San Pedro de Atacama.


Nosso vôo até Calama saía no começo da tarde, então pegamos o almoço no ar. Eu fui abençoada com uma cólica digna de pré-adolescente e só fiz ficar largada na poltrona sonhando com meu Buscopan no compartimento de cargas, enquanto as meninas degustavam o menu a bordo. Fora os problemas femininos que me acometeram, as duas horas e meia de vôo foram bem tranqüilas... até a hora de pousar. Porque a chegada em Calama, minha gente, é com emoção: você não vê a pista do aeroporto até o momento do trem de pouso encostar o chão e até o último minuto jura que o avião vai pousar ali mesmo, no chão de terra do deserto! Porém, o desembarque do avião numa pista de aeroporto em meio a completa vastidão do deserto compensou qualquer frio na barriga. A paisagem impressionava e sequer tínhamos chegado a San Pedro.

Ali mesmo no aeroporto corremos para garantir nosso lugar numa das vans que fazem o percurso Calama - San Pedro e por pouco mais de uma hora cruzamos aquela terra inóspita na companhia de um belíssimo por-do-sol que, em pleno deserto, havia se transformado num espetáculo de cores. Já dava pra sentir os efeitos da baixíssima umidade do ar e da altitude - San Pedro fica a mais de 2400m e pelo caminho chegamos a mais de 3000m. A van nos deixou na porta do Hotel Don Raul, que fica na rua principal, a Carácoles. Por lá, o banheiro privativo e as camas individuais nos faziam concluir que o café da manhã merecia uma atenção especial no dia seguinte.

Aproveitamos o começo da noite para procurar um albergue mais em conta que o Don Raul e para reservar os tours que feríamos nos próximos dias. A idéia era fechar o maior número de passeios numa mesma agência para conseguir um bom desconto, exatamente como havíamos feito em Mendoza. E deu certo. Na agência Pachamama pagamos 55000 o pacote com todos os tours que tínhamos escolhido fazer: Lagunas Altiplanicas e Salar, Laguna Cejar e Ojos del Salar, Geisers del Tatio, Vale de la Muerte e Vale de la Luna. E ainda corremos pra comprar, em outra agência, o tour astronômico - pra mim a grande promessa pro dia seguinte! Pra concluir nossas obrigações e poder finalmente sentar pra jantar, faltava apenas descobrir onde dormiríamos na noite seguinte. E pelo jeito estávamos com sorte: exatamente em frente ao nosso hotel ficava o hostal Puritama, um excelente albergue com quartos confortáveis, muitos banheiros (compartilhados, porém individuais) e hóspedes muito simpáticos (leia-se: gatos pra caramba)!

Assim que garantimos nossa reserva no Puritama, fomos dar uma volta na cidade que se resume basicamente a rua Carácoles e suas estreitas transversais. O movimento nos restaurantes já era grande e deu pra perceber que a vida noturna por lá não ultrapassa as duas horas da manhã com muita boa vontade. Sentamos para comer uma pizza e pelo cardápio vimos que o padrão ali era outro e não ia rolar de fazer grandes refeições sem estourar o orçamento da viagem. Por sorte, nos dias que se seguiram, descobrimos as deliciosas - e gigantescas - empanadas, que eram vendidas a cada esquina por uma merreca. Também pesquisamos o melhor lugar para comprar água, fazer ligações, acessar internet, comprar artesanato e por aí vai... os preços em San Pedro merecem uma olhada mais atenciosa se você pretende gastar pouco!

Dormimos cedo no nosso confortável quartinho do Don Raul já em clima de despedida do conforto. A partir do dia seguinte voltaríamos a dividir banheiro, dormir em beliche e teríamos que nos contentar com um parco café da manhã. Assim, o plano era acordar ainda mais cedo que o previsto para aproveitar bem o café do nosso hotel e tirar a barriga da miséria. Boa noite.

5 comentários:

Andrea disse...

Entrei no blog por acaso e desde então não parei mais de ler o relato sobre o Chile. Simplesmente demais e inspirador. Ia trocar minhas milhas por Buenos Aires,mas mudei de idéia, por causa de vocês. bjos

Cissa Ferreira disse...

Que ótimo, Andrea! Espero que o blog te ajude a planejar uma viagem inesquecível como a minha!
Boa viagem!

Anônimo disse...

Hello very nice blog!! Man .. Beautiful .. Superb .
. I'll bookmark your site and take the feeds also? I am satisfied to seek out numerous useful info here within the submit, we'd like work
out more techniques in this regard, thank you for sharing.
. . . . .
my page: www.daily-wet-tshirt.com

Anônimo disse...

Very good article. I will be dealing with a few of these issues as
well..
Also see my website: Teen Porn - Free Porn of Naked Teens & Nude Girls Videos

Anônimo disse...

We are a gaggle of volunteers and opening a new
scheme in our community. Your website offered us with valuable information to work on.
You've done a formidable process and our entire group will be thankful to you.
Also visit my blog ; Young teen roughly fucked hard

Ocorreu um erro neste gadget